Ravel Schueda: Dedicação à Força Pura

ravel 10

Conheci o Ravel na Esparta, quando estava se recuperando de uma lesão no bíceps. Já no começo deu para ver que ele não era um mero treinador. Ele carregava uma força nas suas atitudes difícil de descrever e sempre foi simpático e solícito.

Mesmo com o pouco convívio, fui conhecendo um pouco da sua história e vendo-o conquistar vários títulos no Powerlifting. Por essa época achei que ele teria uma ótima história para contar, sob a forma de uma entrevista, aqui no blog.

E nas suas atitudes ele consegue nos ensinar o caminho do ferro de maneira firme, mas sem perder a bondade.

Transpirando.com: Quando você começou a treinar e qual foi a motivação?

Ravel: Comecei a treinar com 14 anos! Como todo adolescente, na época, querendo ficar forte como os ídolos da fase, como Arnold e Stallone! Rsrs

ravel 6

Transpirando.com: Quais foram suas influências iniciais? E quais são as pessoas que você admira, hoje em dia?

Ravel: Para começar a treinar como falei, foram os filmes que assistia, com o Arnold e Stallone. Quando comecei a treinar me deparei com duas pessoas que me chamaram a atenção, mesmo sem saber quem eram: Dorian Yates e Ed Coan!

Minhas referências sempre se basearam nos caras de atrás. Eles realmente treinavam! Mudou muito hoje em dia; é visivel só olhando para os novos ídolos e para as pessoas em geral dentro das salas de Musculação. Eles estão mais preocupados em atualizar suas redes sociais do que realmente se dedicar em treinar uma hora no dia!

Dificil falar das pessoas que admiro, mas algumas aqui no Brasil (que sempre acompanhei o trabalho como grandes bodybuilders) tive meu primeiro contato com o que acontecia no mundo da musculação. Estes foram Madison Ramos, no qual aprendi muito, Wilson Santos e o grande Luiz Otavio! La fora sempre continuei a admirar o grande Dorian Yates, Ed Coan e grandes nomes que comecei a ter contato como Benedikt Magnusson, Andy Bolton entre outros!

ravel 5

Transpirando.com: Você evoluiu no esporte através da prática ou teve ajuda teórica, de livros ou outras coisas?

Ravel: Na minha opinião evolui pela prática,  o que me levou a buscar a teoria em alguns requisitos, como por exemplo a fisiologia, para me aperfeiçoar!

ravel 1

Transpirando.com: Quando você começou a prestar consultoria e treinamento para outras pessoas? Como é o seu método de trabalho? Trabalha com um público variado ou é mais focado em algum segmento?

Ravel: Não lembro bem o ano, mas acredito que por volta de 2000, onde comecei a me sentir mais  confiante para passar segurança para clientes e alunos!

Trabalho muito com atletas de diversar modalidades, como por exemplo lutadores e powerlifters; mas trabalho também com pessoas normais que almejam resultados sólidos, sejam eles estéticos, de força, saúde, e por ai vai!

ravel 11

Transpirando.com: Você tem uma história de títulos e conquistas no Powerlifting. Já começou nele ou foi no Bodybuilding? Como foi essa transição?

Ravel: Meus Titulos foram sempre no levantamento! Minha pretensão no começo era o bodybuilding,  mas com a abertura da APLP (Associação Paranaense de Levantamento de Potência),  no qual fiz parte, a coisa foi mudando de figura!

Tive alguns atletas que conquistaram alguns titulos no bodybuilding IFBB, mas o powerlifting foi cada vez mais ganhando espaço! Foi o começo da transição,  mas até hoje preso por estar bem esteticamente pois a primeira veia foi o bodybuilding!

ravel 9

Transpirando.com: O que mais o atrai no Powerlifting e no que ele difere do Bodybuilding?

Ravel: Na minha opinião o bodybuilding não é a mesma coisa, então considero o Powerlifting mais fidedigno, mas sem generalizar. Conheço alguns bodybuilders que ainda usam em seus sistemas o treino bruto!

No Powerlifting os treinos  continuam pesados e intensos, diferente da nova geração do bodybuilding! No powerlifting você ainda depende de treino duro se quer chegar a algum lugar. É preto no branco: se treinou, você levanta e pode se tornar o Campeão;  se não treinou suficiente não levanta. É simples!

Pra quem não conhece as duas modalidades o bodybuilding trata de trabalho estético. Não é por isso que se deixa de treinar pesado, pois é ele é uma das causas de grande densidade!

E o Powerlifting trata de treinamento de força pura, onde o que se procura é ser o mais forte. Hoje ele é base para treinamento de outras modalidades. Não é porque você é um ciclista, maratonista, lutador ou qualquer outro atleta,  que não tenha que ter base e deixar de treinar pesado!

ravel 8

Transpirando.com: Você já se lesionou sério. Como foi isso e o que aconteceu?

Ravel: Só pra deixar claro para aos leitores: no esporte de alto rendimento existe sim o risco de lesões pelo alto volume de treinamento e a saúde acaba ficando em segundo plano. Isso é diferente de treinamento com pessoas normais, onde o que se quer é a qualidade de vida!

Sim ja me lesionei sério! Foi em um Campeonato de Levantamento Terra onde me descuidei e não aqueci corretamente, logo na primeira pedida (o campeonato consiste em três pedidas, ou seja três tentativas) rompi totalmente o tendão da base do bíceps. Foi uma lesão gravíssima. Mesmo assim ainda realizei mais duas pedidas e conquistei o titulo de Campeão!

ravel 7

Transpirando.com: Mesmo depois da lesão, você se recuperou e conquistou mais alguns títulos. Como é este processo de reabilitação culminando com um título de campeão?

 Ravel: A lesão me levou a fazer uma cirurgia. Fiquei seis meses treinando somente um lado do corpo e as pernas para poder manter estímulo!

Após liberação médica tive quatro meses para treinar para o mesmo Campeonato e isso foi uma forma de motivação para poder voltar!

Retornei e conquistei o vice, por motivos técnicos! Mesmo assim, pelo que passei, fiquei muito feliz! Mas o objetivo principal seria um mês depois, o Campeonato Brasileiro de Levantamento Terra. E nesse eu conquistei o título!

Para mim é muito gratificante poder sair de um pós-cirúrgico e voltar a competir. Era uma meta pessoal, mesmo que criticado por amigos até sendo “aconselhado” a parar com isso! Já se passaram dois anos e estou aí, competindo para mim… rs!

ravel 4

Transpirando.com: Qual título você considera o mais importante em ter conquistado. Por que?

Ravel:Todos são importantes,  mas acho que pra mim, como deadlifter, o mais importante foi o Campeonato Brasileiro de Levantamento Terra IPF!

ravel 2

Transpirando.com: O treinamento de pesos é mais cabeça ou corpo?

Ravel: Na minha opinião quando você se torna forte e com uma estrutura consolidada, o treinamento se torna mais cabeça do que corpo; mas os dois caminham lado a lado!

ravel 3

Transpirando.com: Qual é a sua receita de sucesso para evoluir e ter ganhos, seja no Bodybuilding ou no Powerlifting?

Ravel: Acho que não existe receita, pois somos diferentes um do outro, mas o que costumo dizer  é não ter pressa de ficar forte, e querer ser um campeão, seja no bodybuilding ou powerlifting ou qualquer outra modalidade! Com trabalho, disciplina e muita vontade, isso vai acontecer de uma maneira natural!

ravel 12

Transpirando.com: Gostaria de deixar uma palavra final para os leitores do Transpirando.com?

Ravel: Treinem forte!

Continuem focados em seus objetivos não buscando milagres e dietas e treinos da moda, o básico foi o que sempre funcionou e vai continuar funcionando! Para isso procure profissionais competentes, experientes, e que realmente entendam o que estão falando! Além de seus resultados, é sua saúde que está em risco.

Bons treinos!