Pedal Pelas Colônias de Campo Largo

Neste sábado fizemos o último treino coletivo antes de partirmos para o Circuito do Vale Europeu. Foi o mesmo pedal da semana passada, só que desta vez no sentido anti-horário: Colônia Don Pedro -> Colônia Rebouças -> Ferraria.

Eu gosto de diversidade e por isso prefiro passeios e atividades novas ao invés das antigas, o que reflete um pouco da minha personalidade e até do meu envolvimento com esportes. Sempre fiz vários esportes ao mesmo tempo e o Transpirando.com é o retrato disso.

Mudando o Sentido

Neste passeio não foi diferente. Como estávamos indecisos para qual lugar ir, sugeri fazer o mesmo trajeto da outra semana. Opa, mas você não acabou de dizer que gosta de coisas novas? Sim, eu falei. Por isso é que sugeri que o treino fosse feito no sentido anti-horário, ao contrário do outro pedal.

É interessante como mudar o sentido de um treino altera consideravelmente a minha percepção sobre um trajeto, o esforço dispendido e até mesmo a simpatia pelo passeio. Eu tenho um circuíto de treinamento aqui perto de casa que é o meu padrão: quando não se tem para onde ir, é nesse circuíto que eu treino. E por isso que conheço ele simplesmente por Circuíto, só isso, sem mais nem menos. 🙂

O engraçado é que acabo tendo uma predileção pelo sentido de um trajeto. No Circuíto, prefiro fazê-lo no sentido anti-horário. Já o fiz várias vezes nos dois trajetos e a predileção recai pelo anti-horário. A minha conclusão, neste caso, é que as descidas são mais longas neste sentido do que no outro. Acho interessante que uma diferença sutil de trajeto me traga percepções alternativas. Nada como ver um problema de vários ângulos para fazer que o nosso cérebro funcione de maneira diferente, recebendo diferentes estímulos.

Sucesso no Treinamento

Fechamos muito bem os ciclos de treinamento da Bel. Foi mais de um mês de treinos sérios e dedicados. No início ela nem sabia trocar as marchas direito, tinha dores no bumbum e se cansava fácil. Ao longo do mês ela encarou sério os treinos. Além de fazer os treinos longos do final de semana, saía nos finais de tarde, mesmo chovendo, e pedalava pelo menos 20 quilômetros.

Neste período melhorou muito o seu condicionamento físico, as dores diminuíram muito e a bicicleta ficou na mão. O resultado? Mais disposição, melhor humor e a certeza de estar preparada para uma semana de pedal com média de 40 quilômetros por dia.

Neste pedal fizemos 45 quilômetros, gastando umas 2.000 calorias no total. O dia estava ótimo, céu limpo e temperatura muito agradável. Como saímos tarde o final do pedal foi à noite, já com o frio batendo forte. No geral isso foi bom, aumentando a experiência para o tipo de roupas a levar e também para o uso de lanternas e piscas-alerta.

Parabéns as meninas e obrigado a todos por mais um pedal divertido e agradável!

Quem pedalou: Claro, Bel, Bia, Markito e eu.

Comments

  1. Marco Aurelio says:

    é isso ai !
    Agora é só partir para o abraço.

    Boa aventura para vcs.

  2. Gian says:

    estao bem preparados, boa sorte para o circuito europeu!

    Abraços