Pedal Quatro Barras Ida e Volta

Neste sábado o pedal teve um objetivo diferente: fazer um treinamento com a Bel para ela se preparar para o Circuito do Vale Europeu.

Fomos pelas nove da manhã para a casa do Markito para sairmos de lá. Infelizmente a Bia não pode ir pois tinha que acompanhar a colocação de alguns azulejos na casa. Pena, mas ela é sempre uma companhia super legal. Não deu, mas nós estávamos lá e colocamos o pé na estrada!

A ideia deste pedal era fazer a Bel rodar uma distância que ainda não tinha feito. Por isso encaixou a ida para Quatro Barras, pois o seu pai estava fazendo um almoço na chácara dele. Saímos em direção ao Atuba usando ruas sem movimento. Dali entramos logo no início da estrada velha da Graciosa, onde hoje é o Alphaville.

Esta estrada é muito boa de se pedalar. Apesar de ser de asfalto, e eu preferir as estradas de terra, o trajeto é bonito e rende. Não foi à toa que encontramos vários ciclistas de speed fazendo treinamento por lá.

Depois do Alphaville e um bom tempo de pedal, chegamos a Quatro Barras. De lá poderíamos ter ido direto até a chácara pela BR-116, dando uns 6km de distância. Preferi pegar a parte de terra da estrada da Graciosa, entrando em um desvio à esquerda a quatro quilômetros depois que ela cruza o Contorno, como tinha visto no Google Earth.

Esta parte deu um saber especial à pedalada. Além de ser sempre legal pegar a estrada velha da Graciosa, conheci outro caminho para chegar à chácara, com paisagens bonitos e ótimas vistas do Anhangava. Além disso, perto da região que chamam de Palmitalzinho, ótimas descidas nos aguardavam. A Bel começou largar a bike, deixando ela pegar velocidade e sentindo o vento na cara. 🙂

E é uma pena, mas estão preparando a Velha Graciosa para receber asfalto. Vamos perder um pedal clássico da nossa região. Sei que não tem jeito de segurar o progresso, e a comunidade local vai se favorecer desta mudança. Coitados dos pobres ciclistas, como a gente, que só vão ter na memória os ótimos momentos que passaram naquela estrada de terra. Pelo menos, pelo que vi, uma parte será feita de paralelepípedos, mantendo a tradição da Graciosa. Dos males, o menor…

Chegando na chácara tivemos um ótimo almoço e descansamos um pouco. A Bel estava tão empolgada que até pensou em voltar pedalando com a gente. Achamos mais prudente ela voltar de carro, como tínhamos combinado para não forçar. Ela fez um ótimo pedal, com uma velocidade média excelente (15,9km/h) e sentiu-se bem durante todo o trajeto. Parabéns lindinha, você tem futuro!!

Pelas três da tarde pegamos a estrada de novo, desta vez voltando direto pela BR-116 até Quatro Barras e daí para o Atuba via Alphaville. Fechamos o pedal com 70km de distância, dez a menos que na ida, que foi de 40km.

Tivemos um ótimo sábado, cumprimos com o treinamento da Bel, e ainda ganhamos um almoço!

E segue o vídeo da pedalada, desta vez um pouco diferente! 🙂

Filmagens e fotos: Rodrigo Stulzer e Marco Fonseca.

Comments

  1. Mildo Jr says:

    hahahahah

    sempre bacana seus vídeos!!!

  2. Renato says:

    Muito bom, Rodrigo. Quero ver se para a primavera ensaio os primeiros pedais com a Patrícia. Aí poderemos levá-las juntos em outros roteiros.

    Renato

  3. marco says:

    Eu só tenho a agradecer em pedalar com esses dois, foi muito legal, a Bel está se superando, Circuito Europeu que se cuide.

    marco

  4. Rodrigo, sempre estou acompanhando seu blog desde que fizemos o Mountain Do. Parabéns por seus relatos, realmente são de uma qualidade admirável.
    Qualquer dia desses vamos marcar uma pedalada dessas iradas que vocês fazem.
    Abração!

  5. Marco Aurelio says:

    Parabéns a Bel !

    Percebi que o treinamento esta surtindo efeito, pois vc esta pedalando num ritmo bom e ainda dando entrevista, show !

    Abraços

  6. Henrique says:

    Isso aí, Bel! Rumo ao Cerne 2010! hehehe Show o pedal, Rodrigo! Abraços

  7. Gian says:

    gostei do pedal, a Bel esta indo muito bem, continua assim 😀

  8. Joni says:

    Olá, somos os Pedais Vermelhos de Londrina.
    Iremos daqui (25/07)até Morretes por caminhos de terra, via Telemaco, tibagi, guartelá, Pr-090, chegando em Campo Magro,(q vcs fizeram), e queremos chegar em Morretes, passando por 4Barras.
    Mas queriamos evitar ao máximo as rodovias, teria alternativa p/ se chegar lá, por caminhos mais tranquilos ? por favor me informem. obrigado

  9. Rodrigo Stulzer says:

    Olá Joni!

    Bem, vocês devem ter visto a nossa aventura pela estrada do Cerne. Vocês deveriam pegar ela, é muito legal!

    Dali para quatro Barras, dá para ir por dentro sim. Do Cerne vocês vão chegar em Bateias. Ali você vai pegar à esquerda, em direção às Águas Ouro Fino, dali para a Conceição dos Correias.

    A partir dali você vão ter que ver como fazer a ligação deste trecho até Quatro Barras, mas com certeza tem como pegar o mínimo de rodovias possível. Dê uma olhada no Google Earth.

    Se precisar de mais coisas é só falar….

    Abraços!
    Rodrigo

  10. […] de fazer o Circuíto do Vale Europeu de bike. Ainda com a minha antiga bike, começou a treinar para valer e mostrou que estava empenhada e com vontade. Epa, mas alguma coisa estava errada: mulheres […]