Manifesto da Corrida de Aventura

Na parte inicial da  Corrida de Aventura de Prudentópolis escutei a Alessandra Rossi, da equipe Xingu, falar sobre um texto chamado “Adventure Racing Manifesto”. Escutei aquilo e guardei em algum lugar do cérebro para pesquisar depois.

Quando voltei da corrida entrei em contato com a Alessandra e ela me mandou o texto. Apesar de curto, exprime bem as corridas de aventura. Não descobrimos quem é o autor. Se você souber, por favor avise.

Manifesto da Corrida de Aventura

Se você não está com fome, está carregando muita comida.
Se você não está com sede, está levando muita água.
Se você está aquecido, está levando muita roupa.
Se você não está molhado, arranhado ou ralado, quer dizer que pegou o caminho mais longo
Se você não está amedrontado, está com muitos equipamentos.
Se você não está cansado, está indo muito devagar.
Se você não está caindo de sono, descansou demais.
E se você terminou a corrida no tempo determinado, estava tudo muito fácil.

E agora em inglês, para quem quer ver no original:

Adventure Racing Manifesto

If you’re not hungry, you’re carrying too much food.
If you’re not thirsty, you’re carrying too much water.
If you are warm, you have too many clothes.
If you’re not wet, scratched, and bruised, you took the long way.
If you are not frightened, you have too much gear.
If you are not tired, you’re going too slowly.
If you are not drop-down sleepy, you’re getting too much rest.
And if you finish the race on schedule, it was too easy anyway.

O texto exagera um pouco, até porque não acontece tudo isso junto em uma corrida de aventura. Mas se acontecer pode contar que a corrida é braba mesmo. Ainda não participei de nenhuma deste calibre; quem sabe daqui a alguns anos. 🙂