Soneca Revigorante para Aumentar o Desempenho Esportivo

Sabe aquele dia em que o cansaço é maior que a vontade de treinar? Ou quando você está no meio de um desafio de várias horas e o gás acaba? Pois é, uma soneca (ou cochilo / sono / siesta / power nap) revigorante pode ser a solução!

Olha a situação: você saiu no sábado de manhã e foi até o mercado, enfrentou uma fila enorme e depois aproveitou o almoço para descontar os dias de fome da semana. Em conseqüência a corrida das duas da tarde já parece algo que se apagou da sua cabeça; o cansaço e a preguiça tomaram conta de você.

Mas não se preocupe, seus problemas acabaram! 🙂

Todos possuem uma maneira simples e eficaz de repor as energias que parecem perdidas: Basta dormir alguns minutos e o gás vai voltar com tudo! A questão aqui é como fazer para dormir por poucos minutos, sem que o cochilo evolua para uma dormida de duas horas. 🙂

Já fiz um post sobre a técnica da soneca no meu blog pessoal, mas aqui vai a versão resumida: ache um local calmo e sem barulho. De preferência fique sentado ou se recoste (não deite). Relaxe. Se precisar, faça respirações profundas! Relaxe mesmo o corpo. Com um pouco de prática você vai conseguir dormir em poucos minutos.

A questão principal é dormir por um período curto de tempo, não mais que 10 minutos. Qualquer coisa superior a isso estraga o propósito da atividade, além de deixar aquela sensação azeda de que se dormiu demais.

Nunca fiz uma prova de Corrida de Aventura que se estenda por vários dias, mas acredito que esta técnica é uma das mais usadas com êxito pelas equipes. Assim consegue-se continuar correndo por longos períodos de tempo, mesmo com poucas horas de sono.

Lembro do Pedal de 130 km do Cerne, onde o Markito, quando paramos em um boteco, deitou no chão e dormiu por alguns minutos. Até aquele momento ele não conseguia render com os outros. Depois do curto sono, recuperou as energias e pedalou forte.

No Mountain Do do Costão do Santinho também dei uma cochilada enquanto aguardava a minha vez para correr. Fora nós, meros mortais, lembro que o Nelson Piquet dava suas dormidinhas, minutos antes da largada dos Grandes Prêmios. Aja concentração! 😉

Eu já pratico esta técnica a anos, independente de ser para eventos esportivos ou não. Se aquele sono irracional pegar você logo depois do almoço, experimente. Com o tempo você vai pegar o jeito e qualquer soneca, mesmo de dois minutos, vai te deixar com o gás total! Se não conseguir dormir nas primeiras vezes, não se preocupe. Só o relaxamento conseguido já é suficiente para repor parte das energias. Com o tempo você evolui e consegue dormir em menos de um minuto.

O que conta é o relaxamento e a entrada no sono, e não quanto tempo você permanece dormindo. Já dormi menos de dois minutos com esta técnica e, mesmo assim, parecia que havia descansado a noite inteira.

E você, pratica esta soneca revitalizante?

Comments

  1. João Albuquerque says:

    Eu pratico essa técnica, mas nunca por menos de uma hora hehe! Na verdade, eventualmente eu tiro um cochilo de 30 minutos. Desses 30, nos primeiros 15 (sei lá) eu relaxo e depois realmente durmo. Chego a sonhar como se tivesse dormido por horas! Recomendo!

  2. xampa says:

    Blz?
    Tem um vídeo do Piquet falando sobre as sonequinhas dele antes da prova. Ele falou que era cansaço mesmo, fruto das noitdas que fazia antes da prova. Ainda chamou o Galvão Bueno de mentiroso, dizendo que ele inventava coisas, hehehe …
    Mas, eu sou fã das sonecas. 30 minutos já mudam a vida.

  3. Tuco says:

    Olá amigo….
    Passando para deixar um forte abraço e elogiar esta postagem.
    Realmente de tirar o sono… heheheheh!! Ah, vc treina na BPM? Pois recebi um e-mail da Vanessa e tinha o seu endereço lá… Vamos marcar um pedal juntos… Um abração

    Tuco – Rumo aos 42K
    Curitiba- PR
    http://tcprojetotriathlon.blogspot.com/

  4. Lex Blagus says:

    Mais um excelente artigo, Rodrigo.

    Minhas experiências com sonecas foram ruins, mas por abuso. Depois de muita horas acordado (por volta de 30), inventei de trilhar. No meio da trilha tirava umas sonecas de poucos minutos, mas devido o cansaço isso se tornou um vício e não conseguia mais deixar de parar a cada quinze minutos para uma soneca de 5. Improdutividade total. Cheguei a conclusão que o negócio é ir trilhar bem descansado.

    Claro que eu entendi que seu texto não se baseia nessas situações, por isso voltarei a tentar as sonecas, desta vez de uma maneira mais adequada.

    Aliás, seu texto me lembrou do Amyr Klink, que em suas viagens solo não pode dormir mais do que 20 minutos, pois ele tem que ficar de olho no rumo do barco (mesmo com piloto automático).

    abraços

  5. Marco Aurelio says:

    Eu acho show a cochiladinha, principalmente depois do almoço, 10 a 20 minutinhos que fazem muita diferença.
    ….. este assunto deu uma preguicinha, já volto……

  6. Ricardo Brigato Scheicher says:

    Eu tenho o hábito de tirar uma soneca rápida sim. Após o almoço sinto muito sono e meu corpo fica até mole, sem vontade de fazer muita coisa. Quando consigo tirar um cochilo volto muito bem para o trabalho. Minha sorte é que consigo almoçar em minha casa.
    A técnica que eu uso é fechar bem as cortinas para que escureça o quarto. Dar umas respiradas profundas para que meus batimentos dimiuam e aí pego no sono rapidinho.

    Abraços,
    Ricardo.