Livro: Born to Run – A Maior Corrida que o Mundo Nunca Viu

Acabei de ler o livro Born to Run, que tem o pequeno subtítulo A Hidden Tribe, Super Athletes, and The Greatest Race the World Has Never Seen (Uma Tribo Escondida, Super Atletas, e a Maior Corrida que o Mundo Nunca Viu).

O livro foi escrito depois que o autor, Christopher McDougall, queria descobrir porque o pé dele doía ao correr poucos quilômetros. Eu soube dele quando pesquisava na Internet sobre a Síndrome da Banda Iliotibial. Uma coisa levou a outra e comprei-o na nossa viagem de férias.

Christopher não entendia porque a corrida tinha um grau tão grande de lesões comparado com outros esportes. Me identifiquei na hora, pois foi algo que sempre pensei e até já havia falado isso no Transpirando.com.

A sua ânsia de poder voltar a correr o levou a pesquisar (e comprar) o tênis com o maior amortecimento do mundo, que encontrou em algum país da Europa. Em dias normais conseguia correr por volta de 45 minutos antes das dores aparecerem. Com um calçado com ultra-hiper-amortecimento, tinha certeza que conseguiria correr por mais tempo.

Então ele comprou o tal do calçado.

Quando o pacote chegou ficou super empolgado e saiu para uma corrida. Sabe quanto tempo ele conseguiu correr até as dores começarem? 15 minutos!

Neste momento ele achou que alguma coisa grande estava errada. Ele havia comprado o tênis com maior amortecimento do mundo e o resultado era que conseguia correr menos do que com os seus tênis normais?!

A partir daí ele começou uma busca milenar pela corrida. Descobriu uma tribo de índios norte-americanos, os Tarahumara, conhecidos por correr centenas de quilômetros com meras sandálias, as Huaraches. Conheceu também a corrida descalço e viu que desta maneira conseguia correr por mais tempo do que se estivesse de tênis.

O livro é muito bem escrito e entrelaça várias histórias ao mesmo tempo. A peça central são os índios Tarahumara e uma corrida entre índios e brancos que o americano Caballo Blanco organiza. “Caballo” era um corredor que a mais de vinte anos atrás resolveu conhecer a fundo a cultura dos Tarahumara e passou a viver com eles.

A história é real, e dá para sentir o tamanho da pesquisa que McDougall fez. Uma parte que além de me impressionar, me assustou, foi quando ele falou da história dos tênis de corrida, da biomecânica envolvida e dos problemas advindos de tudo isso. Acabei também achando um estudo sobre isso.

O resumo é que nos machucamos por corrermos errado. Correr é tão fácil que ninguém pensa em contatar uma assessoria esportiva ou qualquer outra pessoa que saiba mais que você. E aí é que mora o perigo! Corre-se sem técnica e com tênis que teoricamente escondem os nossos erros, causando lesões, dores e meses sem treinar.

Como a história é real, os seus personagens também são. Scott Jurek, Barefoot Ted, Dirt Diva, e tantos outros que eu não conhecia, como a louca da Jenn Shelton, uma menina casca-grossa que bebe todas e depois corre por 100 milhas seguidas.

Além de todas as histórias, o autor mostra um pouco da pesquisa e da teoria do Running Man (Homem Corredor), que diz que boa parte da evolução do homem foi devido à sua estrutura física, que foi moldada para ele ser um corredor. Daí o nome do livro Born to Run (Nascidos para Correr).

Não sei se este livro vai ser lançado em português, mas quando for, compre-o de imediato!

Veja também um vídeo de Christopher McDougall, em entrevista para a CNN no dia 07/10/2009!

Seguem algumas frases que marquei e achei interessantes:

  • Por que o meu pé dói?
  • Pegue qualquer esporte; uma frequência de lesões como a minha iria me tornar um ser defeituoso. Na corrida isso me fazia ser um cara normal
  • Faça amigos na dor, e você nunca mais estará sozinho
  • Se você tiver que escolher entre um ou dois passos para passar uma rocha, dê três
  • Pense: fácil, leve, suave e rápido  (falando de como se correr)
  • o arsenal do ultramaratonista: em vez de brigar com a fadiga, você a abraça
  • Ele se dedica à combater o pior crime cometido contra o pé do homem: a invenção do tênis de corrida (falando sobre o Barefoot Ted)
  • Por milhões de anos o homem correu sem suporte para o arco, controle de pronação ou solados de gel.
  • A melhor solução é a mais elegante
  • Todos os anos, algo entre 65 e 80 porcento de todos os corredores sofrem de algum tipo de lesão
  • Problemas no tendão de aquiles cresceram 10% desde os anos 70.
  • Usar tênis que são top de linha podem causar 123% mais lesões do que aqueles mais baratos
  • A musculatura sem condicionamento dos pés é a maior causa de lesões em corredores
  • A pronação virou uma palavra ruim, mas isto é um movimento natural do pé. Ele foi feito para pronar!
  • O primeiro tênis da Nike (O Cortez) permitiu às pessoas correr de um jeito que ninguém conseguia fazer antes: correr pisando primeiro pelo calcanhar, que não tem proteção alguma.
  • Van Phillips (biomédico) mostrou que o calcanhar era necessário para ficar em pé, e não para o movimento.
  • O Mantra do Ultramaratonista: se você não consegue ver o cume, ande
  • Quanto mais Scott Jurek pesquisou sobre atletas de endurance, mais vegetarianos ele achou.
  • Todos os homens foram construídos para correr.

Quer ver mais imagens da corrida histórica do livro? Veja então o slideshow abaixo, editado pelo Barefoot Ted:

Comments

  1. JOKA says:

    IRADA A MATÉRIA!!!!!!!!!!! TEU BLOG TA DE PARABÉNS GUERREIRO, NOTA 1000…BONS TREINOS

  2. randy says:

    Grande achado! nunca gostei desses tenis molinhos. agora ja poderei correr no barigui com meu rainha yatch sem vergonha alguma. rs!

    parabéns pelo blog!

  3. Este livro é o responsável pelo “boom” da VFF e da corrida descalço nos EUA. E aposto que ele tb é o “culpado” por vc ter descoberto estes dois temas. Certamente o Brett do ZenTriathlon descobriu o tema e o Barefoot Ted através deste livro.
    Para “ilustrar” o livro, o YouTube é seu amigo, p. ex., pesquise: Huarache Sandals, Barefoot Ted, Christopher McDougall, Caballo Blanco Ultra …
    []s

  4. Jorge Cerqueira says:

    Rodrigo obrigado pela informação, pois esse livro e essa corrida é fantástica hein, Showww de bola esse livro, espero que um dia seja publicado na versão português, fiquei abismado como os índios correm de sandálias e as mulher Jenn Shellton, quer dizer que ela corre 100 milhas e toma todas eita mulher guerreira.
    Valeu…bom final de semana prolongado e aproveite para correr muito e pedalar também hein.

    Um abraço.

  5. xampa says:

    E aí? Blz?
    Hj, corri descalço por 15 minutos. Entendi bem a passada e nada doeu. Fora a panturrilha, que sentiu o esforço. Mas, entendo, que o esforço correto.
    Vendo a segunda foto, vc percebe a diferença da passada do índio para o corredor. O corredor entrar com o calcanhar e o índio com as bolas do pé. Muito interessante isso. Como tudo é muito natural e nós inventamos coisas para “atrapalhar”.
    Abs e valeu muito a sua ajuda.
    Ah, outro detalhe. Eu não senti nada no joelho hj. Nada. Ah, tb baixei o vídeo da massagem na banda e agora não sei o que ajudou: correr descalço ou a massagem.
    Enfim, valeu !!!

  6. […] Vibram Five Fingers Leonardo: O Homem que Corre Descalço! Okean Maré: Um Calçado Minimalista Livro: Born to Run – A Maior Corrida que o Mundo Nunca Viu Correndo Descalço a Maratona de […]

  7. george says:

    Saiu o livro em portugues. Estou lendo. E ele está mudando a minha vida… Obrigado pela dica! Abraços.

  8. […] Acabei de receber o livro Nascido para Correr, como cortesia da Editora Globo. Falar de um livro como este é um grande prazer, pois já li o original, em inglês e achei ótimo. Quem quiser saber a história completa pode ler aqui o review que escrevi em outubro do ano passado: Born to Run – A Maior Corrida que o Mundo Nunca Viu. […]

  9. Fábio Pontes says:

    Puxa, não conhecia esse livro. Valeu mesmo!
    Muitíssimo interessante, principalmente que explica que a musculatura sem condicionamento do pé é um grande problema.
    Abraço!!!

  10. Raquel Missio says:

    Nossa!!Adorei esse livro!Retrata mto bem como esta o nosso mundo atual, sobre o nosso corpo e sobre os nossos limites!!Muuuuito bom!!

  11. petrus says:

    acabei de ler o livro! e sinceramente acredito numa grande mudança em todos que fizerem esta leitura!todos somos capazes de ir um poco mais além e este livro é a prova de que isso é possivel! boa leitura e boa corrida a todos !

  12. […] Acho que a matéria vale para despertar o interesse de pessoas que queiram saber mais sobre calçados minimalistas e corridas descalço, para daí se aprofundar mais, pesquisando na Internet ou lendo livros como o Nascido para Correr. […]

  13. Adolfo Neto says:

    O livro é excelente e a resenha também. Parabéns!

  14. Melchior Maldonado says:

    Aquela dorzinha da metatarsalgia some com esse método, será?
    Alguém já conseguiu?
    Cadê?