Pais e Filhos numa Caminhada pelo Anhangava

Neste sábado fizemos uma caminhada no Anhangava, uma montanha aqui na região metropolitana de Curitiba. Campo escola dos bons, ele é o preferido pela praticidade e facilidade de acesso.

Já faz tempo que eu queria levar o Natan para mais uma atividade na montanha. A última vez fazia mais de um ano, e eu não queria deixar passar 2009 em branco. Ele está crescendo e tento introduzir os esportes de aventura na sua vida, de forma divertida e interessante.

Como o fim de ano está chegando, fica cada vez mais difícil ter um final de semana livre. Parece que todos ficam loucos e querem resolver o que não fizeram no ano inteiro, em dois meses. Na quinta-feira me toquei que não teria mais nenhum final de semana livre e resolvi programar este passeio com o Natan; mas desta vez seria diferente. Em vez de irmos sozinhos, chamei outros pais, para participar juntos da aventura.

Liguei para várias pessoas e no final acabaram indo o Ruben/Raul, Matheus/Rafael, Rodrigo (eu)/Natan e um amigo do Ruben, o Stephan, um americano/brasileiro gente boa.

Ir na montanha com crianças é muito legal. Para eles tudo é novidade: a trilha, as árvores, os pássaros e até a comida. Na verdade a comida parece ser o principal! 🙂 Os três foram bem comportados e subiram os 45 minutos até o campo escola divertindo-se muito.

Chegando lá a chuva apareceu e entramos em uma das duas cavernas/abrimos e fizemos um lanche. Há, esqueci de dizer que a chuva quase melou o nosso passeio. Na madrugada de sexta para sábado choveu muito, e eu já havia desistido. Mas o sábado amanheceu sem chuvas, e a esperança voltou com força total. Quando já estávamos prontos para sair de casa, despencou água e cancelamos o passeio e os ânimos foram lá para baixo. A chuva sabe ser chata quando quer. Só que pelas 10:00h da manhã o tempo abriu um pouco e resolvemos ir de qualquer jeito.

Demos sorte, pois só pegamos chuva na volta da montanha. E que chuva! Tivemos que sacar da mochila as capas e descer com mais cuidado; na montanha, a descida é sempre pior que a subida.

O Natan e eu ficamos um pouco mais para trás pois parei para tirar fotos. Ele ficou preocupado que só estávamos nós na trilha, e expliquei que eles estavam logo ali na frente, andando também. Depois de um tempinho ele ficou tranquilo e aproveitou. Até achei bom, pois é mais um aprendizado para ele e as outras crianças.

Pegamos o carro e pelas três horas já estávamos em casa. O Natan entrou sem falar nada e deitou no sofá, só acordando as cinco. Nada como um bom exercício para deixar as crianças cansadas e a casa silenciosa por algumas horas. 🙂

Comments

  1. danielghiraldi says:

    e ai rodrigo?
    Cara que demais esse passeio com as crianças…
    Tenho vontade de ir no morro do canal com o luquinhas, mas achava que nao era hora, mas depois desse seu post é hora sim rs
    Temos que combinar pra levar as crianças la, aproveitar que – tomara – o tempo esta bom…
    aquele

  2. JOKA says:

    Bela trip !!!! Show…

  3. Fabiula says:

    Isso ai incentivar os pequenos não tem preço…
    Ótima semana.

  4. Tadeu Góes says:

    Parabéns, é de menino que se torce o pepino, diz o ditado!
    Abs, continue.

  5. Nada como embutir o esporte na vida das crianças 🙂 e menos vídeo games e internet !

  6. Po Rodrigo, já era seu fã e agora lendo essa notícia aqui sobre as suas aventuras, agora mesmo que ficou showwww, parabéns cara vc é um ícone no esporte, já estou até prevendo o LIVRO DO TRANSPIRANDO.COM falando do Rodrigo e suas aventuras no pedal, nas caminhadas, parabéns cara, pelo que vc está fazendo em prol do esporte e integrando as pessoas nele, continue firme.

    Um forte abraço.

  7. Marco Aurelio says:

    Sabes que quero levar o Pedroca numa destas.
    Na próxima dará certo !

    Abraços

  8. Gostaria de deixar um Verso Zen 🙂

    Verso Zen

    Antes de entendermos o Zen, as montanhas são montanhas e os rios são rios;

    Ao nos esforçarmos para entender o Zen, as montanhas deixam de ser montanhas e os rios deixam de ser rios;

    Quando finalmente entendemos o Zen, as montanhas voltam a ser montanhas e os rios voltam a ser rios.

  9. […] Na primeira fomos eu e o Natan para o Anhangava, mas como éramos só nos dois, não conta muito. Na segunda fomos três pais com seus filhotes. E agora fomos em […]

  10. […] feriado fomos fazer uma escalaminhada no Anhangava, pois já fazia um ano que não íamos para lá. O Natan queria convidar mais alguém para ir junto e chamamos o Ilan, seu […]